quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Um adeus e um carnaval

E aí pessoal, tudo bem?
Um bom tempo sem postar aqui, aconteceu muita coisa nesses últimos tempos. Uma pessoa tinha perguntado da minha cachorrinha no último ou penúltimo post.  E ela se foi. Faleceu na sexta-feira de manhã, pré-carnaval.
O sofrimento dela acabou. Fizemos de tudo por aqui, muitas noites sem dormir, indo virada trabalhar para cuidar dela. Infelizmente não sei lidar com essas perdas. Eu sou daquelas que nega até o fim a situação, tenho muito medo de morte, porque acho que para tudo se dá um jeito, menos para isso.
Pensa numa casa vazia, sem vida, sem nada? Pois é como encontro ela hoje. Se alguém souber  lidar melhor com isso, me dá umas dicas aqui, porque não estamos conseguindo.
E para quem não tem um animal, é difícil entender, mas ele é igual a uma pessoa da família. Se engana quem acha que não é.

Bom, de qualquer forma, vou deixar esse assunto para lá, afinal não é para isso que o blog existe. Comentário rápido sobre o carnaval: embarquei muito triste, mas acabei entrando no clima da festa depois. Gastei MUITO. Só não gastei mais porque estava hospedada na casa de um amigo (e isso faz muita diferença). Agora é recuperar essa grana dando uma apertada nos cintos nos próximos meses (ou quem sabe no próximo semestre, afinal, ainda faltam reservas para eu fazer antes da viagem da Europa).

E vocês, curtiram muita a festança? Gastaram horrores também? Sabe, com essa perda da minha cachorrinha, eu refleti muito sobre a vida e sobre esse negócio de caminharmos rumo a IF. Precisamos às vezes gastar e se divertir, porque nunca sabemos quando será o nosso fim ou o fim de alguém que amamos. Acho que esse equilíbrio é o mais difícil de se conseguir. Mas por isso mesmo que gastei e gastei sem pensar tanto em quanto estava gastando.

E esse equilíbrio pra mim é atingido quando você gasta conscientemente naquilo que vai te fazer bem. Naquilo que de fato você valoriza. Ter os cabelos escovados toda a semana é algo que te faz um bem danado? Então gaste isso no cabelereiro. Viajar é a sua prioridade? Gaste com isso. Mas precisamos definir o que de fato é prioridade para nós. Não se deixando levar pelo consumismo, mas olhando para dentro de nós e percebendo o que nos faz bem e que vale a pena gastar para ter uma qualidade de vida maior.

Último assunto antes de me despedir (estou meio tristonha, sem muito ânimo de escrever): vocês viram que a Nathalia Arcuri do Me Poupe juntou os 5M dela? Gente, como pode a pessoa ter passado de 1M conquistados no ano passado para 5M em 1 ano? Esses patrocinadores devem dar uma grana louca mesmo ein? O que pensam?

Abs,
IFM

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

O que eu mais gosto na finansfera

Olá pessoal!

Tive um momento de paz agora no trabalho. 20 minutos só meus para me organizar, colocar os pensamentos em ordem para depois retornar ao caos (sim, já estou vivendo o caos, rs).

Pois bem, no  meio desses minutos vim dar uma olhada no blog e nos blogs de amigos e descobri o que eu realmente mais gosto na finansfera. Não são os números. Não são as mais cabulosas estratégias de investimento. Não são as informações sobre economia, mercado e futuro.

E são o que?
Os posts sobre as reflexões. O investidor inglês postou sobre a IF recentemente (veja aqui), e conta de forma muito resumida e sutil o que de fato muda com a IF. E o que esse post nos faz refletir? A mim, me fez refletir sobre como quero levar minha vida. Sobre como 500 reais hoje podem fazer toda a diferença sobre a minha qualidade de vida hoje, mas pode não fazer diferença nenhuma no futuro quando eu tiver meus milhões (inchalá!).

E pensar sobre isso muito bom. Alguns amigos pensam que porque estamos na corrida pela IF, só pensamos em dinheiro. Mas não é verdade. A verdade é que pensamos muito mais em curtir a vida, em ter equilíbrio, em aproveitar o momento. E esse tipo de reflexão ocorre também porque estamos em busca da IF.

Quantos aqui da finansfera fizeram metas para 2018 relacionadas a números, mas mais do que isso, metas  relacionadas a bem-estar, a carpe diem, a se sentir melhor com você mesmo, sua família e seus amigos? Eu posso dizer que quase todos.

E por mais que nosso objetivo em comum seja atingir uma certa meta financeira, no fim das contas o que todo mundo quer é PAZ com as finanças e com o tempo para poder curtir a vida. Somos todos grandes perseguidores da grande curtição da vida. E ao parar pra pensar isso, me deparei que o que mais gosto na finansfera é exatamente essas reflexões de como aproveitar melhor o agora e também aproveitar muito o futuro.

Afinal, queremos mais tempo livre para fazermos o que gostamos, sem nos preocupar com dinheiro. No fundo, é isso que todos nós queremos.

E vamos continuar a luta porque ja já alcançaremos nosso objetivo!

Abraços,
IFM

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Fechamento de Janeiro/18 - R$ 900.022,27 (+4.26%)

E lá se foi 1/12 de 2018! Passou rápido!

Esse primeiro mês foi caos. Sai do antigo emprego, entrei no novo, recebi rescisão, recebi salário novo, enfim, não consegui controlar muito bem o que aconteceu. Principalmente porque todos os meus controles estavam no notebook da empresa e não sei exatamente o que fiz, mas me perdi nos arquivos, e principalmente em salvá-los. Portanto, o fechamento deste mês é exato no que diz patrimônio final de Janeiro, mas não tenho muita certeza com relação aos aportes e rendimentos. Paciência.

Pelo menos eu não deixei o dinheiro parado na conta corrente! uhul! rs

Vamos aos números então:

Aportes: R$ 32.500,00  - Poderia ter sido mais se eu não tivesse fazendo as compras de moedas (euro e dólar). Mas quem viaja precisa "investir" nessa parte. Aqui entrou parte da rescisão e parte do novo salário (proporcional).

Rendimentos: R$ 4.277,32  (representam 0.50%) - Estou encabulada aqui. Que rendimento pífio. Não estou me martirizando porque a bagunça foi grande e eu devo ter me perdido no controle. Paciência (2).

Total de crescimento do portfólio em Dezembro: R$ 36.777,32 (+ 4.26%) - Esse número assusta. Incrível como poderia ter sido 40k se eu não tivesse feito compras de moedas. Mas é isso, é uma sensação incrível pensar que começo do zero e chego ao final do mês crescendo um valor desse. Fruto de muito trabalho, persistência, determinação. Paz define.  

Renda Passiva (utilizando a TSR): R$ 3.000,07 (+ 4.26%) - Viramos mais um primeiro dígito de renda passiva. 3k líquidos. Se tudo der errado daqui pra frente, eu tenho 3k para gastar todos os meses. Só quando atinge um valor assim é que a gente pensa que é possível. A gente chega lá. É mais do que a maioria dos aposentados recebe. Incrível.

Onde apliquei neste mês: Fiz uma verdadeira bagunça. Alguns valores de RF venceram e eu reinvesti eles no banco que me fornecerá o cartão black (já solicitado). Depois, os novos valores que entraram eu usei para comprar mais FIIs (KNCR11), e mais ações (ABEV3, MPLU3). Para isso, fiquei movendo valores de banco para corretora, de uma corretora para outra. Daí tamanha confusão. O que importa é que estou ampliando minha participação em RV. Objetivo é chegar logo aos 10% do patrimônio em RV.

Como eu estou com relação à minha meta do ano (1,05kk): Primeiro passo foi dado. A barreira dos 900k foi ultrapassada e agora estamos bem perto do primeiro milhão. Vamos ver como evoluimos nos próximos meses. RV será decisiva para ultrapassar essa meta.


 
Janeiro foi um mês de mudanças. Mudança de emprego, mudança de estratégia  de investimentos (aporte alto em RV), mudança de vida (me encaminhando para uma vida mais saudável). Consegui começar uma leitura, que devo terminar agora em fevereiro. Quero continuar assim, firme nos meus objetivos de 2018.

E será que Fevereiro organizaremos melhor o fechamento do mês? Não sei. Semana que vem, viagem para carnaval. Alguns valores extras devem cair ainda em fevereiro, então não consigo ainda saber como ficará minha média de aportes. Provavelmente em Março saberei. Mas de fato Fevereiro será curto, rápido e intenso. 

E vamos que vamos pessoal!

Abs, 
IFM

domingo, 28 de janeiro de 2018

Eu fui às compras!

E aí pessoal, tudo bem?

Esta semana que passou foi uma semana de fazer girar o dinheirinho da rescisão. Esperei o grande dia do julgamento do molusco (que no fim os FIIs e ações só subiram) e fiz umas comprinhas. Vamos a  elas:

- Multiplus: MPLU3
- Ambev: ABEV3

Eu já estava "namorando" ambas há algum tempo, justamente por estarem no topo das listas das ações que mais distribuem dividendos. Minha estratégia na RV tem sido exatamente essa: buy & hold, focando em geração de renda com dividendos e claro, potencial de valorização (mas esse ponto como último fator decisivo).

Sei que temos boas ações do setor de energia e de construção que também estão no topo das listas, mas ambos os setores não me atraem muito. Entretanto, vou buscar estudá-los e acredito que não devo ficar de fora deles. As ações de bancos são algumas que me atraem, mas acho que já se valorizaram demais. Vou pensar ainda se entro ou se espero uma próxima correção no Ibovespa para entrar.

No mesmo dia tentei comprar mais um FII (KNRI11), mas tive uma INgrata surpresa da corretora que eu estava operando não me deixar comprá-lo porque não sou uma investidora qualificada. Depois fui descobrir que na outra corretora que eu tenho conta eu poderia ter comprado, mas eu já não tinha dinheiro disponível lá e toda a operação de transferência de grana ia demorar umas boas horas (de uma corretora para o meu banco e depois para a outra corretora). Vou ficar mais esperta nisso das próximas vezes.

De qualquer maneira, os próximos dinheiros que entrarem vou concentrar na RF de um banco porque estou tentando obter o cartão black para a minha viagem da Europa. Falta em torno de uns 40k para eu chegar no valor mínimo necessário e meus próximos aportes vou focar nisso então.

Meu amigo leitor vai dizer: poxa, você estava indo bem focando em RV e agora só por causa de uma viagenzinha você vai mudar de estratégia? Na verdade não é mudar. É atrasar um pouco os aportes na RV. 2018 será um ano de mais equilíbrio para mim e eu julgo ser importante ter esse cartão para a viagem, já que passarei por muitos aeroportos (aproveitando a sala VIP) e já que também ficarei em torno de 25 dias no exterior (todas as coberturas são muito  interessantes). Logo, sim, vou aportar em algo que não me dê a melhor rentabilidade do momento, mas que vai me dar o conforto que eu quero, preciso, e acho que mereço na minha viagem.

Trabalho de forma muito intensa há cerca de 10 anos e acho que chegou o momento de eu priorizar um pouco do que eu quero como pessoa. Sempre priorizei o dinheiro, a acumulação, economia, rentabilidade e etc. Nunca olhei para mim e o que eu de fato quero para minha vida e agora vou começar a olhar mais para isso. A vida passa e aproveitá-la durante o caminho é parte disso.

Tirando essa parte psicológica de lado, fiquei feliz com as minhas compras. Aos poucos vou aumentando minha participação na RV e vou formando meu portfólio que deve gerar uma renda saudável para mim de forma passiva. Nada de pensamentos de vendas a curto ou médio prazo. Tudo pensando a longo prazo.

Por falar em compras, abri sim a conta na Foxbit, mas desencanei de comprar bitcoins pelo menos por enquanto. O mercado tem andado de lado e estou achando o risco muito maior que a oportunidade. Se eu mudar de  idéia, foxbit e binance já estão ok para eu investir! =)

Mudando de assunto, nesta semana me matricularei na academia novamente. Aproveitei o final de semana para dar uma "aquecida" e caminhar uns 5 km, quero de fato voltar a me exercitar, isso faz bem para a mente e para o corpo. Além disso, esse preparo físico será bastante importante para eu poder aproveitar a viagem como um todo (minha última viagem para Europa - e única...hehehe - andei pelo menos 20 km por dia, graças ao preparo físico que eu estava focadamente desenvolvendo nos meses anteriores). Pena que depois minha vida meio que virou de ponta cabeça e eu parei de treinar.

Estou temendo também ter um gasto inesperado - um dente está doendo (ai, meu bolso). Não sei se é sensibilidade (da última vez que tive uma dor dessas era), então já estou usando uma pasta dental para dentes sensíveis para ver se é isso. Fiquem na torcida, por favor.

Ano do milhão, mas ano dos altos gastos. Daqui 2 semanas vou passar o carnaval em um dos destinos mais caros do Brasil. Na verdade nem estou animada, comprei a passagem há muito tempo atrás e agora vou ter que ir (e gastar), mas se eu pudesse, mudaria de destino hoje. São prós e contras de comprar algo com muita antecedência: preço mais baixo, mas você pode mudar de idéia e não curtir mais como achava que curtiria.Faz parte né?

Todos prontos para mais uma semana de labuta? Vamos garantir os leitinhos das nossas crianças (RF e RV)! Uma boa semana para vocês e ja já teremos post de fechamento mensal, o 1º do ano!

Como passa rápido!

Abs,
IFM

domingo, 21 de janeiro de 2018

A Louca das Milhas!

E aí pessoal, tudo bem?

Por aqui, uma semana bem mais agitada, já comecei a trabalhar mesmo para valer. Ainda estou me organizando na vida pessoal e até na profissional, mas as coisas parecem estar se acertando, o que faz com que minha ansiedade diminua. Uma coisa que fiz nesta semana foi comprar um livro que vai me ajudar muito nesse momento de transição (assim espero). Uma antiga chefe o recomendou e eu nunca li, mas agora senti a necessidade. Se eu de fato achar que me ajudou, vou recomendá-lo para vocês, junto com o meu post sobre mudança de emprego.

Um dos meus aportes deste mês já está pronto para acontecer (fruto da rescisão) e será exclusivamente em ações e FIIs. Sério, pensem na pessoa mais RF da vida pegando um valor consideravelmente alto e enviando para a corretora para comprar mais ações e mais FIIs. Que orgulho de mim! rs

Sobre bitcoins, me cadastrei na Binance e vou tentar me cadastrar logo menos na Foxbit. Sem pressa, sem correria e sem desespero. Sei que o bitcoin está com um valor pechincha agora e de fato quero comprá-lo, mas antes preciso terminar todos esses cadastros e me sentir segura. Vou colocar um valor baixo (1k), só para brincar mesmo.

Mas o post de hoje não é sobre nada disso. É sobre milhas. Parece bobeira, mas eu NUNCA me importei com isso e o que vejo hoje é que desperdicei muita oportunidade de viajar de graça. Conheci um dos programas que juntam milhas de vários lugares há alguns meses e resolvi estudar mais. Conclusão: aproveitei um dia em que tinha bônus extra para transferência de pontos do cartão de crédito (que inclusive estavam para vencer) e comecei a ver que muitos dos sites online onde eu faço compras, eu poderia juntar mais milhas.

Virei a louca das milhas. Na viagem à trabalho que fiz no final do ano passado, eu aproveitei para juntar mais delas. Deu no total em torno de 21k de pontos. Fiz compras ali e acolá e consegui mais  uns 5k pontos. Com a transferência do cartão de crédito com bônus de 40%, consegui mais 50k pontos. Hoje tenho exatos 76k pontos, somando mais uns 4k pontos eu consigo uma passagem de ida e volta para a Europa, comprando com uma certa antecedência.

É a verdadeira mina de ouro. Imaginem viajar todos os anos para a Europa sem ter que reservar grana para a passagem. É isso que quero fazer. Ainda tenho mais 20k pontos no cartão aguardando uma boa promoção dessas de bônus extra para transferir. Nâo precisamos nem esperar Europa. E se eu pegasse um feriado emendado para viajar pelo Brasil por uns 10k, 15k pontos? De verdade, achei genial.

Mas aí vocês vão falar: é, mas você ainda não usou esses pontos. É verdade que não. A minha idéia é de fato quando voltar da Europa este ano (depois da Copa do Mundo), ver qual será minha próxima viagem (em 2019) e aproveitar esses pontos.

Fato é que estou muito mais cuidadosa em compras online. Sempre vou no site desse parceiro para ver  se comprando por ele eu consigo pontos. E logicamente confiro em ambos os sites (do parceiro e do próprio local que quero comprar o produto) se os preços estão iguais. Não quero cair em nenhuma pegadinha.

E digo mais, isso porque nem abasteço meu carro no local que daria mais pontos. Ainda estou estudando se vale a pena fazer isso, mas acredito que valha.

Muitas pessoas nem se dão ao trabalho de ver essas coisas e acabam perdendo oportunidades boas. Ou ainda pior, acabam reclamando que a vida não dá oportunidades. É por isso que eu acho que nunca é tarde para acordar e ver que podemos mais.

Um outro exemplo disso é os cartões "black" da vida. Não tenho nenhum, mas ao pesquisar as vantagens de cartões platinum (que é o que eu tenho), black e etc (principalmente por conta da viagem), acabo de descobrir que o banco Inter (onde tenho conta), oferece esse cartão sem anuidade se você tiver investido 250k (ATENÇÃO: não recebi nenhuma comissão por isso....rs). Sei que Santander e Itaú oferecem esse cartão sem anuidade se você também tiver uma média de gastos a partir de uns 5k mensais.

Não estou falando para ninguém sair gastando mais para obter esse cartão. Apenas, se você já gasta isso, por que não? Eu devo investir um pouco mais no Inter nos próximos meses para conseguir esse cartão antes da viagem porque sei que o seguro viagem, seguro perda de mala e até a sala vip do aeroporto valerá a pena. Mas isso para mim.

De qualquer maneira, este mês será o mês da RV! Em fevereiro devo focar mais em RF justamente para conseguir o cartão (falta pouco na verdade - sempre gostei das taxas do Inter).

Até mais pessoal!
Abs,
IFM

domingo, 14 de janeiro de 2018

Primeira semana de trabalho e afins

E aí pessoal, tudo bem?

Escrevo hoje do celular porque nem ânimo para pegar o laptop tenho. Essa semana foi uma loucura: pico de ansiedade, muitas dúvidas passando pela minha cabeça e eu só pensando que preciso ter um plano B para minha carreira. Minha sorte é que tenho amigos psicólogos que me ajudaram neste momento, mas é muito louco pensar que o que eu mais queria era um novo emprego e quando eu tenho ele eu dou uma surtada dessas. Indefinições, odeio isso.

De qualquer maneira, estou um pouco mais calma pensando que se tudo der errado eu já tenho quase meu milho garantido. Lembrando que nos fechamentos mensais eu não contabilizo previdencia e men FGTS. Minha rescisão da ultima empresa foi bem aquém do esperado porque eles resolveram ser mais um pouco filhos da mãe e descontaram um bônus que eu havia recebido (nada extremamente relevante, mas para quem trabalhou que nem camela como eu, esperava um tratamento diferente).

Vejo tantas pessoas bem sucedidas empreendedoras, cuidando da própria rotina e sem aquele medo do: o que será que vai acontecer comigo no futuro? Queria isso. Mas não tenho boas ideias para empreender e nem coragem de colocar uma grana agora em qualquer coisa, entao vou continuar como estou.

Mudando um pouco de assunto, fiz mais algumas reservas da viagem da Europa. Meu pai amado como é caro! Estou estimando gastar em torno de 20k. O roteiro também é bem robusto: barcelona, mallorca. Ibiza, paris, amsterda, croácia (varias cidades), escala em roma e aí sim de volta ao Brasil. 25 dias. Podem imaginar quanto essa brincadeira de hospedagem e deslocamento custará. Mas será uma experiencia para eu me lembrar para o resto da vida, então não ligo.

Acho que chegamos no meio das reservas agora. Ainda falta uns aviões, trens, e a hospedagem inteira pela croácia. Super trabalhoso, mas adoro fazer isso. O bom também é que a viagem está sendo quase toda paga agora, o que vai ajudar a diluir os custos.

Mudando de assunto de novo: me cadastrei na Binance. Agora é só tentar entender como funciona e se eu quero realmente arriscar meu rico dinheirinho mas criptos. Ate agora, já estou me achando muito moderna em FIIs e ações...=P

É isso pessoal, quero sim escrever sobre a saga da mudança de emprego, mas quando eu estiver numa vibe melhor. Por enquanto estou muito na bad.

Abs!
IFM

domingo, 7 de janeiro de 2018

Ansiedade, preocupação e primeira compra de ações!

Nossa, pessoal, que começo de ano louco! Estou me sentindo estranha.

Tive a minha primeira crise de ansiedade esta semana: muita coisa não bacana aconteceu na minha última semana de trabalho e fiquei extremamente ansiosa com o novo trabalho. Depois de tanto querer mudar, agora veio o sentimento de medo. Odeio isso.

No meio desse furacão, sem conseguir dormir direito e tomando alguns medicamentos para tentar relaxar, comprei minha primeira ação: SMLS3. Os motivos da escolha são 2: potencial de crescimento e potencial de distribuição de dividendos.

Comecei a estudar um pouco sobre ações, já que meu foco em 2018 vai ser crescer meu % em RV, que hoje não chega nem a 5%. Depois de muito pesquisar sobre ações, o que de fato me encantou foi a possibilidade de distribuição de dividendos. E a Smiles se apresenta no topo do ranking dessas ações, além de possuir um potencial de crescimento bom.

Minha estratégia aqui não é vender a curto prazo, de jeito nenhum. Então vou acompanhar os valores para inclusive poder continuar com meus balanços mensais, mas não vou me desesperar com nenhuma queda. Ano de 2018 será para os fortes e vou aguardar essa turbulência passar antes de vender qualquer uma das minhas posições (seja em ações ou em FIIs).

Nesta mesma semana também fiz outras importantes compras:
1.000 dólares - com taxa de 3.31
500 euros - com taxa de 4.00

A idéia aqui é ir fazendo preço médio para poder gastar na minha viagem da Europa, em Junho. Dólar caiu bem no início deste ano e o Euro se manteve estável, com leve queda frete às últimas semanas de 2017. Como a tendência deste ano é incerta, achei melhor iniciar as compras.

O objetivo do dólar é comprar um notebook para uso pessoal (estou pensando em macbook, alguma sugestão?), que hoje eu não tenho - sim, uso o notebook do trabalho e isto está me tirando a tranquilidade, pois estou tendo que devolve-lo, claro. O que sobrar de dólar (estou pensando em comprar mais 1k até lá), quero salvar para investimentos mesmo.

E o Euro, a conta que estou fazendo é que devo gastar em torno de 80 euros por dia durante a minha viagem, ou seja, preciso de pelo menos 2.000 euros para os meus 25 dias de viagem. Não quero usar muito o cartão, pois apesar de juntar milhas, pagamos IOF de mais de 6%, enquanto com o dinheiro em espécie, gastamos 1.1%. Não, não fiz uma super conta para ver se ainda assim vale a pena por conta das milhas, mas como nunca usei as milhas até hoje (só agora estou com um saldo bacana e devo usar para a próxima viagem), não quero ter gastos necessários por conta delas.

Acho que todas essas mudanças estão fazendo meu cérebro fritar, essa é a verdade. Eu não sou muito fã de mudanças, sempre tenho uma pitada de medo. Entretanto, estou tentando aplicar aquela célebre frase: vai, e se der medo, vai com medo mesmo.

Ah, e ainda estou desanimada com meu patrimônio: vendo todo mundo ficar milionário com as criptomoedas, estou sentindo que minha hora não chega nunca. Ando a passos de tartaruga e não vejo o 1M chegar nunca. Os 5M parecem então que estarei velhinha com dentadura quando eles chegarem. Affe!

Espero estar melhor na semana que vem.

Abs!
IFM